sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Crianças não trocam livros impressos pelos digitais, mostra estudo

(Notícia retirada da Revista Veja 29/09/10)

A maioria das crianças americanas não abriria mão dos livros tradicionais para ler apenas em dispositivos digitais. É o que mostra um estudo da Scholastic, que publica os livros da série Harry Potter nos Estados Unidos. O estudo mostra que crianças querem, sim, ter acesso aos e-books, mas, mesmo com o dispositivo, dois terços delas não pretendem abrir mão de seus livros tradicionais. A pesquisa explorou as atitudes e comportamentos de pais e filhos sobre leitura não obrigatória na era digital. A Scholastic ouviu mais de 2 mil crianças entre 6 e 17 anos e seus pais. Cerca de 25% das crianças disseram que já haviam lido um livro em um dispositivo digital. Outros 57%, entre 9 e 17 anos, disseram que estavam interessados em fazer a mesma coisa. Apenas 6% dos pais têm um e-book, mas 16% disseram que planejam comprar um no próximo ano. Já 83% dos pais disseram que iriam permitir ou incentivar os filhos a usar o e-book. (The New York Times) - Leia mais

6 comentários:

Bia Bernardi disse...

Fantástico!
Isso sim que é criança inteligente!

Lú Silva disse...

Pois é incrível. Entendo que as crianças deveriam ter uma postura mais aberta às novas TIC.


Abraço forte

Ana Luiza Chaves disse...

Roseli,

Aí entra a questão do tato, do olfato, da coisa mais física e criança é muito sincera e honesta nas suas respostas. Por outro lado, é curioso, é novidade e pode ainda ter muitos adeptos. Em julho postei algo sobre o assunto, se quiser acessar... http://leituraecontexto.blogspot.com/2010/07/vendas-do-livro-digital-e-sucesso-do.html

bjs.

Roseli Venancio Pedroso disse...

Oi Bia,
Pois é, as crianças são sensíveis e inteligentes mesmo. Não podemos subestimá-las.
Bj

Roseli Venancio Pedroso disse...

Oi Lú! Prazer em vê-la por aqui de novo. Mas sabe, as vezes as crianças gostam de novidades sim mas nem sempre tem acesso a elas. Mas acho que é questão de tempo.
Bjs

Roseli Venancio Pedroso disse...

Oi Ana,
Todas essas sensações através do tato, cheiro são mesmo importantes. Vou dar uma passada em seu blog para ler com calma esse seu texto. Obrigada.
Bjs