terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Mostra anual do Instituto Rodrigo Mendes

Ontem dia 08/12 aconteceu aqui em São Paulo, no Memorial da América Latina, a vernissage da 13º Expoarte do Instituto Rodrigo Mendes que esse ano recebeu o nome de Portfólio.
O Instituto Rodrigo Mendes é uma organização sem fins lucrativos que desenvolve vários programas ligados à produção artística. Mais do que uma escola de arte, a entidade mantém projetos de geração de renda, formação e capacitação via projetos artísticos. Os trabalhos são permeados pelo conceito de “arte para inclusão”. Nele, são aplicados princípios de inclusão social para pessoas com necessidades especiais e com baixa renda. Também são desenvolvidos temas de respeito pelas diferenças e pela diversidade. Foram homenageados os artistas plásticos Carlos Araújo e Gustavo Rosa que cederam imagens para ilustrar uma nova coleção de xícaras do Instituto chamada By Design.

Rodrigo Mendes é mestre em Gestão da Diversidade nas Organizações pela Fundação Getúlio Vargas. Eleito em 2008 pelo Fórum Econômico Mundial como um dos 250 Young Global Leaders. Rodrigo recebeu ainda vários prêmios pelos seus projetos e empreendedorismo social, engajamento nas artes e serviço pela cultura de paz: Fenead, Ashoca Society, Comunidade Bahi'a do Brasil e Marketing Best.
Foi um evento ao qual participei pois tenho uma irmã que, devido a um problema de saúde, chegou até o instituto e hoje é uma das pessoas que estão em exposição nessa mostra. Tenho acompanhado seu desenvolvimento e os trabalhos que o instituto desenvolve através da arte-inclusão. Trabalhando numa instituição escolar, vejo o quanto é importante a verdadeira inclusão de todos os deficientes físicos e mentais e lá, pude constatar um trabalho aprofundado e com uma equipe envolvida de fato nessa missão da inclusão. Rodrigo Mendes e sua equipe estão de parabéns e são um verdadeiro exemplo de educação inclusiva na sociedade. Uma das novidades que Rodrigo deu em primeira mão, é a construção da sede nova que terá um espaço para exposições permanentes de todos que ali trabalham e desenvolvem algo. Outra novidade, é a pretensão de futuramente o instituto se tornar uma referência sobre o assunto e desenvolver cursos preparatórios de educadores em inclusão. Faço votos de um dia uma entidade como essa não ser um exemplo a ser admirado e seguido mas sim, algo comum em toda a sociedade e que aqueles que hoje ainda são exclusos, possam ser vistos como cidadãos iguais aos demais independente de suas diferenças e peculiaridades. Abaixo, algumas fotos sobre o vernissage. A mostra ficará aberta ao público até o dia 21/12. Entrada pelo portão 10.




Um comentário:

Carmelita T. Tomasoni disse...

Adorei seu blog, parabéns!!!
Vou adicionar aos meus favoritos, ok?!
Acesse meus escritos (fiz alguns poemas também à nós Bibliotecários. "Leis de ser" e outros... Gostaria muito de sua opinião. O blog ainda necessita de melhorias, está em progresso ok!? Acesse e compartilhe, ficarei muito honrada. Parabéns mesmo!
Grande abraço!